Fala sério, comer é tudo de bom e todo mundo gosta, né. Claro que cada um tem a sua preferência, seus gostos, opções e paladares, mas brasileiro que é brasileiro é bom de garfo – e eu também me incluo nessa!

Uma parte importante de um intercâmbio é conhecer a comida típica de cada país. Saber o que lhe espera durante a viagem é necessário. Afinal, ninguém quer chegar em um país, esperar uma feijoada daquelas e se deparar com algum tipo de inseto à milanesa, servido em um espeto.

Para isso, separamos dez países que a Work&Trip trabalha e vamos falar um pouco das comidas de cada um deles.

ESTADOS UNIDOS

Abrindo a lista, temos os Estados Unidos. Conhecidos pela costela com molho barbecue e os hambúrgueres, o país ainda consome bastante bolo de carne e cachorro-quente – opções não muito saudáveis. Entre os doces, brownie e torta de maçã para os fãs de sobremesa. Hmmmm, água na boca só de pensar.

CANADÁ

Lá, você vai, com certeza, encontrar o famoso poutine. Ele é feito de batata frita, queijo derretido e molho gravy (que pode variar seus ingredientes dependendo do lugar onde é feito). O maple syrup também está entre as comidas típicas. Este é um xarope bem tradicional, retirado da árvore cuja folha é símbolo do Canadá. Seu sabor é doce, com sabor único e natural, e pode ser misturado nos waffles, crepes, sorvetes, entre outras delícias.

NOVA ZELÂNDIA

Como não poderia ser diferente, frutos do mar estão entre as especiarias encontradas nesta ilha. Ostras, mexilhões, bolinho de peixe e peixe com batata frita são muito consumidos. Por possuir influência de diversos países do mundo, na Nova Zelândia também é fácil de encontrar comidas de outros locais, como da China, Tailândia e Índia, por exemplo. Rango para todos os gostos!

INGLATERRA

Peixe empanado, frito, com batatas fritas; purê de batata e salsicha; e o famoso bife Wellington (feito com filé de bife, cogumelos, massa folhada e patê) são pratos típicos que você encontra na terra da Rainha. Tortas e biscoitinhos para acompanhar o tradicional chá das cinco também entram na lista inglesa.

IRLANDA

O tradicional café da manhã irlandês, encontrado em todos os cantos do país, serve pão de forma, linguiça, bacon, ovos, feijão, batatas e cogumelo, com chá ou café. O coddle é facilmente encontrado na capital Dublin. O prato é composto de linguiça de porco, bacon, batatas, cebola picada, sal, pimenta e salsinha picada. Alguns ainda contam com um toque da cerveja Guinness, apenas para dar aquela incrementada no sabor.

ÁFRICA DO SUL

Quando estiver lá, você deve experimentar o bobotie (um dos pratos preferidos de Nelson Mandela). É um cozido de carne moída, pão, leite, cebola, castanhas, passas, damasco, curry e outras especiarias. Outras carnes também se encontram no cardápio local, acompanhados de pap – um tipo de purê feito de milho – e chakalaka, um molho de vegetais apimentados.

DINAMARCA

Você conhece o smørrebrød? O arroz e feijão dos dinamarqueses leva esse nome diferentão. Trata-se de um prato frio, de sanduíches de rugbrød (pão de forma escuro) cobertos com peixe, carnes frias, queijos, ovos, hortaliças, patês. Mas calma, não são todos os ingredientes em um pão só. Essas são as diversas opções que podem ser encontradas. Ufa, quantas!

HOLANDA

No inverno, os holandeses consomem o snert: uma sopa de ervilhas com salsichas. O stamppot, da mesma estação, é um ensopado de carne, verduras e batata. Se for a algum bar, o petisco que não pode faltar é o bitterballen, bolinhas recheadas com uma mistura de carne. Também pode ser chamado de kroket – olha só, ele é o xará holandês do nosso famoso croquete!

AUSTRÁLIA

Tortas de carne, costela ao molho barbecue (olha ela de novo por aqui) e carneiro assado estão entre as comidas típicas desse país. Lá também é possível encontrar o vegemite, uma pasta salgada feita com a levedura da cerveja. Ele acompanha pães e torradas e é bem apimentado. Certifique-se de que gosta de uma pimenta antes de experimentar essa iguaria.

SUÉCIA

Para finalizar nosso cardápio, vamos falar da Suécia. O país escandinavo tem o costume de servir o kötbullar: almôndegas de carne, servido com molho e purê de batatas. Rökt lax (salmão defumado com molho e batatas), sill och potatis (arenque curado com batatas) e a ärtsoppa (sopa de ervilhas amarelas com carne de porco e especiarias) também poderão ser saboreados por lá.

Importante dizer que essas são apenas algumas das incontáveis opções que podem ser encontradas nos países mencionados. E somente um intercâmbio pode lhe proporcionar o prazer de conhecer mais detalhes da culinária do exterior. É pra tirar a barriga da miséria – literalmente –, hein?!

E depois de tanta coisa nova, aposto que a barriga deu aquela roncada. Então que tal juntar a fome com a vontade de comer – e de conhecer países novos – e fazer a sua pré-inscrição para um de nossos programas agora mesmo?

Basta clicar no link e um de nossos consultores vai entrar em contato em dois palitos!
http://www.intercambiowt.com/euquero/